sábado, 3 de janeiro de 2009

4h da manhã e a quantidade de oxigénio à minha volta insiste em ser cada vez menos.
São tantas as pragas rogadas, que acho que desta vez "alguém" conseguiu, e está mesmo por aí qualquer força superior a sugar todas as hipóteses de sobrevivência que eu lute para ainda ter.
Hoje é difícil, hoje está muito difícil, mais do que em qualquer Primavera que tenha passado nos últimos anos.
e fico aqui, à espera que a manhã venha, agarro a
ventilan com uma mão e o telemóvel com a outra.
Pensar que neste momento são eles os meus melhores amigos...

3 comentários:

M disse...

:( :( :( Então???

amêndoa disse...

já passou, amanheceu e passou :)

Trintão disse...

Espero que isso fique melhor rapidamente...